Uma aficionada por desporto que se rendeu ao CrossFit

BIO

Nome: Patrícia Carvalho de La Rochezoire
Idade: 32 anos
Peso e altura: 58kg / 1,54m

Cidade: Lisboa
Onde treino: Crossfit 351
Faço CrossFit desde..: Setembro 2014

Olá pessoas!

Queria começar por agradecer ao Planeta Crossfit, em particular ao Orlando Silva, pelo convite para deixar aqui o meu testemunho enquanto atleta de Crossfit. Não sei se sou merecedora mas sinto-me honrada com o reconhecimento.

Começando pelo core, chamo-me Patrícia Rochezoire (não se enganem pelo apelido, sou 100% made in Portugal e não sei falar francês) e sou C-O-M-P-L-E-T-A-M-E-N-T-E apanhada por esta coisa de barras, pesos, cordas, pinos e músculos.

Em paralelo, tenho outra grande paixão: Animais. Todos, todinhos. Vá, talvez não adore tanto moscas como cães mas respeito e admiro todas as criaturas que habitam este planeta. Atualmente tenho 2 cadelas e 2 gatos, que estão marcados no meu coração e na minha pele para sempre, numa tatuagem na coxa.

A coisa mais importante da minha vida e por quem eu entregava, sem hesitar, o meu ultimo suspiro é a minha família e o meu parceiro de vida, o meu melhor amigo, a pessoa que arrebatou o meu coração há quase 16 anos (whaaaaaaaaat).

Eles são a minha coluna vertebral e sabem o quão importante para mim, física e  emocionalmente é a prática de desporto, em particular, de Crossfit. Dão-me toda a força, incentivo e segurança que preciso para não vacilar.

Mas a automotivação é fundamental e a disciplina, o espírito de sacrifício, a capacidade de gerir e planear o dia-a-dia, tem de partir de mim em primeiro lugar.

O meu Coach e os meus manos e manas da box são a minha outra família e o apoio é total, vou mais longe por eles e com eles.

FORMAÇÃO

Sou licenciada em marketing e publicidade e a minha profissão atual é na área de eventos como gestora de projetos.

Estou atualmente na Lusófona a frequentar o curso de Técnico Especialista de Educação Física da MANZ e possuo Certificado de Level 1 Crossfit Trainer.

COMO TUDO COMEÇOU…

Sempre fui aficionada por desporto e experimentei várias modalidades desde muito nova. Fiz ginástica rítmica, basquete, equitação, boxe e dança, com vertente de competição nas últimas duas.

Antes de começar a praticar Crossfit treinava na rua, corria e focava-me essencialmente em exercícios calisténicos. Adoro treinar ao ar livre e tenho o privilégio de viver perto de espaços verdes lindíssimos e desafiantes para a prática de desporto.

Fui experimentar Crossfit por curiosidade, conhecia alguns praticantes e, desde logo o próprio conceito “baseado em movimentos funcionais, executados em alta intensidade e  constantemente variados” fez sentido. E foi amor ao primeiro wod.

Experimentei duas boxes e, tal como no ditado, à terceira foi de vez. Conheci a Crossfit 351 e qualquer outra alternativa ficou fora de questão. O espírito de comunidade, a forma como fui recebida por todos os atletas, a qualidade de ensino, planeamento e acompanhamento do Coach Enrique Ríncon e Guadalupe Cabral foram determinantes. Era inquestionável que ali é que ia começar a minha jornada.

Como a dança também é uma paixão, no inicio tentei conciliar estas duas modalidades mas rapidamente tive que tomar a decisão de abdicar de uma delas…Não consigo fazer as coisas pela metade, ou seja, se é para fazer, entrego-me a 100% e a intensidade dos treinos junto com o foco na competição, que, naturalmente, requerem de mim uma dedicação ainda maior, ditaram a sentença. Mas, sinceramente, foi uma decisão bem fácil.

ALIMENTAÇÃO E TREINO

Se queremos a “máquina” a funcionar bem, temos que lhe fornecer o “combustível” ideal!

Não sigo a famosa dieta paleolitica, nem tão pouco a muito falada dieta da zona. Como de tudo de forma equilibrada, com hidratos, gordura e muita proteína.

As minhas refeições são confecionadas pela Marmitando, da Carmo Mendes que, de acordo com o meu plano, me prepara as deliciosas marmitas para a semana.

É um descanso para mim que mal tenho tempo para me coçar e, desta forma tenho a certeza que estou a ingerir o que preciso, quando preciso, nas quantidades necessárias e sem qualquer tipo de sacrificio.

A Marmitando trabalha com planos alimentares e têm packs pré definidos que se adaptam às necessidades e gostos de cada cliente. Experimentem!

https://www.facebook.com/Marmitando-234282296767219/?fref=ts

Mas adoooooro comer e confesso que não tenho cheat meals, tenho um cheat day por semana à séria! Pizzas (sou LOUCA por pizza e tudo o que tenha queijo)  e chocolate em doses quase ofensivas!

 Faço os wods da minha box (Crossfit 351) 5 a 6 dias por semana, cuja programação é definida pelo meu Coach, Enrique Ríncon, com trabalho complementar de força e skills. Sigo com total confiança o planeamento diário da box onde os treinos são inteligentemente construídos e projetados, respeitando os parâmetros do Crossfit.

 Em termos de performance, os meus pontos fortes são a resistência cardiovascular e a ginástica. Talvez o histórico de modalidades praticadas anteriormente me tenha dado algum avanço nestes domínios.

 COMPETIÇÃO

A minha vontade é ir a todas as competições, confesso, porque tenho paixão pela potencialidade do corpo humano e, apesar de não ser uma pessoa extremamente competitiva, tenho fascínio pelo universo da competição. Adoro desporto e atividade física, e, dentro de qualquer modalidade, o meu objetivo é pôr em prática o treino.

Mas, ao contrário dos anos anteriores, em 2017 vou ser mais seletiva em relação às provas em que participo.

O motivo é muito simples, não somos robots e não é possivel estar no pico de forma semana após semana, durante meses a fio. O ano passado fui a 7 finais (mais o OPEN) e o cansaço refletiu-se na minha saúde. Saúde e consequentemente, resultados. Não atingi os objetivos a que me propus e a frustração e a deceção foram emoções difíceis de gerir.

À COMUNIDADE

 “Sozinhos vamos mais rápido juntos vamos mais longe”! Temos de ter orgulho no nosso Portugal, estar unidos, apoiar as iniciativas e atletas nacionais e claro, venham conhecer a box Crossfit 351!

Por: Patrícia de La Rochezoire

loading...

Deixar uma resposta