Comecei a fazer uns WODs em Parques Infantis e no Health Club onde trabalhava

Foi com um misto de orgulho e surpresa que recebi o convite para escrever esta crónica.

Orgulho pois sigo o Planeta CrossFit e admiro o trabalho feito por esta publicação, e ter a possibilidade de fazer parte é evidentemente um enorme orgulho.

Surpresa, pois, desde que comecei a viajar, e já lá vão mais de 4 anos, senti que o que ganhei em experiências e amizades pelo mundo fui perdendo em conhecimento da realidade do CrossFit em Portugal e que atualmente sou pouco mais que um desconhecido para a maioria dos atletas Portugueses. Tal como no anúncio, “eu ainda sou do tempo” em que cada vez que ia a uma competição conhecia todos os atletas presentes.

Felizmente hoje em dia, passado apenas pouco mais de 5 anos, estamos muito longe dessa realidade e o crescimento da modalidade em Portugal tem sido rápido e sustentado, trazendo consigo, para além de todas as coisas boas, algumas consequências menos boas inerentes a um crescimento/diluição da comunidade e aumento da competitividade.

Sempre pratiquei desporto, aliás, acho que este facto talvez seja a única constante da minha vida, uma âncora que sempre esteve presente desde que me lembro. Pratiquei um pouco de tudo, mas mais a sério joguei futebol, Basquetebol e depois durante muitos anos e até aos meus 32  fui intensamente e apaixonadamente um orgulhoso jogador de Râguebi.

A minha descoberta do CrossFit dá-se exatamente na fase em que por motivos profissionais tive de deixar de praticar Râguebi e os simples treinos de musculação e/ou aulas de grupo não preenchiam a minha sede de superação, sacrifício, intensidade e comunidade que tive durante os meus dias de Râguebi.

Comecei a fazer uns WODs em parques infantis e no Health Club onde trabalhava, e ainda me lembro da cara de espanto e reprovação de muitos dos meus colegas ao verem-me correr que nem um louco de equipamento para equipamento.

Com a abertura do CrossFit Aveiro, a box mais antiga em Portugal, em 2013 comecei a pelo menos uma vez por semana, fazer a viagem Coimbra-Aveiro-Coimbra para fazer uma aula e nessa altura as minhas grandes influências foram o Juvenal Fernandes e o José Pedro Magalhães, head Coaches e donos do CrossFit Aveiro.

A paixão por esta modalidade não parou de crescer, e ao conhecer melhor a metodologia percebi que a definição de Fitness defendida pelo CrossFit, é exatamente aquilo que eu acredito que o Fitness deve ser :

  • Treino funcional com transferes para as nossas atividades diárias/profissionais.
  • Resultados mensuráveis
  • Objetivos ligados à performance e à saúde e não necessariamente à estética
  • Domínio de uma grande diversidade de skills, das 10 capacidades físicas e das 3 vias energéticas por oposição à especialização.

E assim decidi investir no CrossFit, não apenas como um hobbie, mas também profissionalmente, e no Verão de 2013,  juntamente com o Renato Costa e o João Simões, fiz o meu Level 1 em Barcelona.

Quando regressámos a Portugal eu e o Renato convidámos o Miguel Ribeiro e assim se formou o trio fundador do CrossFit Coimbra, que viria a abrir portas em Dezembro de 2013.

Desde esse dia o CrossFit tem-me permitido fazer o que mais gosto: Competir, ensinar e viajar.

Desde 2013 participei em 24 fases finais de competições em 5 países diferentes (Portugal, Espanha, Inglaterra, China e Indonésia) conquistando 8 podios entre eles 5 primeiros lugares nos escalões de elite e Master +35.

Desde essa data participei também em todos os CrossFit Open, sendo já 6 consecutivos.

Graças ao CrossFit tive também a possibilidade de acumular experiências profissionais, quer como Coach quer como Head Coach, em 6 países diferentes, por ordem cronológica: Portugal, Inglaterra, Angola, Guernsey, Hong Kong (China) e Qatar … E se tudo correr bem brevemente irei acrescentar mais um destino.

Durante este percurso fundei o WTS Programming, um serviço de programação de treino ,que oferece programação geral, programação individualizada e personalizada e programação de aulas, e recentemente tornei-me atleta e embaixador da Loaded Equipment.

Atualmente o meu foco e objetivo passa por aprender mais sobre esta metodologia, sinto que estou gradualmente a mudar o foco de atleta para treinador e nesse sentido tenho investido mais na minha formação como treinador e no meu desenvolvimento pessoal. Tendo muito recentemente adquirido o meu Level 3 (Certified CrossFit Trainer).

Quando deixei de jogar Râguebi comentei com aqueles que me eram mais próximos que tinha dado muito à modalidade: dei  tempo, dinheiro e até saúde, mas será impossível algum dia dar tanto como aquilo que recebi em troca: educação, princípios, amigos…

Sobre o CrossFit posso agora afirmar o mesmo, apesar de todos os sacrifícios, a verdade é que esta modalidade me deu muito do que tenho e sou neste momento. Foi graças ao CrossFit que conheci a minha esposa Ana Marques, e que tive a oportunidade de viajar, conhecer pessoas fantásticas e fazer amigos pelo mundo todo.

Para os que estão agora a entrar neste mundo, seja como atletas, treinadores ou empresários, deixo-vos  este conselho :

Foquem-se na qualidade ao invés da quantidade, queiram ser os melhores naquilo que fazem e procurem essa excelência pelo domínio dos pormenores mais básicos e fundamentais. Seja a perfeita execução de um Air Squat, caso sejas atleta, o ensinar exaustivo e sem compromisso de um Air Squat, caso sejas treinador ou o cumprimentar com um sorriso e usando o primeiro nome todos aqueles que entrarem pela porta do teu negócio, caso sejas dono de uma box.

Essa procura exaustiva pela qualidade vai ser a base sustentável e visível para te ajudar a atingir a quantidade que desejas  (carga num levantamento especifico, numero de aulas atribuídas ou numero de atletas inscritos no teu negócio).

E se tens dúvidas sobre quando começar, deixo-te com este velho proverbio chinês:

The best time to plant a tree was 20 years ago. The second best time is now.

Obrigado pelo tempo que despendeste para me conhecer um pouco melhor, espero que tenhas achado esta crónica útil e caso me querias contactar com alguma questão estou sempre disponível através das redes sociais.

Abraço e bons treinos.

Por: Luís Sá

loading...

Deixar uma resposta