Olá a todos!
Antes de mais queria agradecer ao Orlando por esta oportunidade de falar um pouco sobre mim, gosto pouco 🤣 e também pelas reportagens fotográficas das nossas provas que nos permitem ter fotos incríveis e no meu caso, passar a vida a publicar, também não gosto nada 🤣
O meu nome é Carmo Mendes, tenho 35 anos e sou de Guimarães. Estou no Crossfit há 3 anos e meio e antes disso fiz musculação “a sério” durante 2 anos.

Nasci e cresci na “aldeia”, com muita sorte minha, sempre fui aquela miúda que passava a vida a correr, saltar e subir às árvores, também dei uns belos trambolhões de bicicleta e a subir muros 😂, bebia água das fontes e comia fruta das árvores que havia por casa, caldos carregados de verduras eram muitas vezes o jantar e ao domingo havia pica no chão 😍. Gente do campo, que vivia com pouco, mas de qualidade. Alimentos de pacote, processados, era só quando “o rei fazia anos”, felizmente porque era o que havia.
Perto dos 18 tornei me independente e até aos 29 fui uma pessoa sedentária e com uma alimentação muito pobre nutricionalmente, já não morava no campo e tinha acesso a outro tipo de alimentos.

Um dia no início de 2013 alguém me meteu o bichinho da dieta na cabeça, subtilmente a dizer me que era uma falsa magra, e mandou me desenrascar, e eu claro, picada, Google it 😅 Passei de uma pessoa que não sabia o que era uma macro a alguém obcecada por tudo o que era supostamente alimentos saudáveis, modinhas etc. Ganhei juízo e com o tempo fui adquirindo boa informação e agora acho que tenho até bastante conhecimento sobre nutrição, sem modéstia nenhuma, claro que com muitos erros pelo caminho até aprender a seleccionar a informação que se encontra pela net e principalmente Facebook. Entretanto fiz várias formações de nutrição porque conhecimento nunca é demais.

Comecei também a treinar, musculação nessa altura, sempre fascinada pelo treino e a evolução que tinha, ficar musculada era o objectivo, e para isso a alimentação era essencial, fazer marmitas tornou se um hábito pois trabalhava num Burguer king, entendem né. Daí até nascer a Marmitando, Abril de 2014, foi um ápice e louca como sou larguei tudo para passar quase 3 anos a matar me a trabalhar e fazer crescer a marca.

E foi por causa da Marmitando que conheci o Crossfit, tinha um cliente a quem fazia entregas na Crossfit OPO e sempre que ia lá ficava um minutinho a admirar o pessoal a treinar, fascinada com aquilo. Como eu estava na musculação e todo o meu círculo de amigos eram do Gym e culturismo levei 1 ano até ter coragem de me inscrever numa Box. O crossfit tinha má fama, execução dos movimentos e tudo mais que vocês estão cansados de saber. Eu que sempre fui cuidadosa e focada em treinar bem tinha receio.

Lá acabei por me inscrever, conciliei Gym e box por 1 ano. Estética era o meu foco mas começava a ficar viciada na performance. Sempre tentei ser certinha nos treinos, aquecer, fazer mobilidade, progressões, nunca arrisquei muito, mas matava me nos treinos e queria ser boa no que fazia. Daí a começar a competir demorou pouco mais de 1 ano e foi a melhor coisinha que me aconteceu.
Claro que tudo isto aliado a boa alimentação e rotinas saudáveis.

Competir tornou se algo essencial na minha vida, não porque quero ganhar algo, claro que ganhar é espectacular, mas não tenho o espírito e perfil de atleta que se esforça ao máximo para estar entre os melhores. Tenho tudo menos isso 🤣 gosto de treinar, de aprender, de perceber e tentar fazer bem e bonito (nem sempre acontece 😅) não tenho problema nenhum em dizer que não ando em pino porque tenho medo e isso não me preocupa minimamente quando sai em prova, nadar igual.

Quando for o momento acontece.
Não consigo seguir uma programação certinha 5 dias por semana e quando vou competir fico quase 1 semana sem treinar porque a minha rotina assim obriga. Dou muito valor à alimentação e hidratação como fonte de energia e recuperação dos treinos. Uma das melhores coisas que trouxe do meio do culturismo foi aprender a conhecer o meu corpo, as minhas capacidades, a respeita lo, a dar lhe o que ele precisa. Comer bem para mim não é nenhum sacrifício, e não fico paranóica à espera do cheat day ou a babar me por algo que não devia comer, se tiver de comer como, mas é excepção e quando acontece. É assim que é e não existe outra forma de nos mantermos activos, e a fazer o que gostamos por muito e muito tempo e principalmente quando já passamos dos 30.

Em 6 anos de desporto, levado a sério, com todo um estilo de vida associado o mais perto de uma lesão foi raspar a canela numa barra na Madeira Cross Games, com o impacto dos treinos e o suor nos dias seguintes, aquilo inflamou, e como tenho a mania de evitar medicação, ao final de quase 1 mês lá tive de parar 2 dias e andar a antibiótico.

Competir é o que me tira da rotina, é como um fim de semana de férias. É algo que me deixa verdadeiramente feliz e liberta de tudo o resto. Aquele momento em que vivo para mim.

Não sei porquê mas raramente entro nervosa na arena, entro cheia de adrenalina, entusiasmada, muitas vezes na brincadeira, e agarrada à minha garrafa cor de rosa e fico com pena que não tenha mais um wod, principalmente um big chipper numa final 🤣. Outra coisa fundamental para mim é toda a comunidade, ganhei todo um mundo nesta modalidade, e uma prova não era tão fascinante se entre wods não tivesse todas aquelas pessoas com quem converso e partilho sorrisos e brincadeiras. Obrigada por isso ❤️

Quem me segue percebe o meu entusiasmo e felicidade porque passo a vida a postar sobre isso, por isso não me vou alongar mais 😅

A coisa mais importante que vos posso dizer, se tiveram paciência para ler tudo (até me contive bastante porque a minha vida dava um livro, e ainda por cima sou gabarolas 😂) é que podem pensar que falo na alimentação por estar no negócio, mas não, é aquilo em que verdadeiramente acredito.
Podem treinar o que quiserem, se não tiverem atenção aquilo que vos dá a vida, nunca serão melhores atletas, de competição ou não, nunca estarão perto da vossa capacidade máxima e estão muito mais sujeitos a lesões e problemas de saúde. Fixem isto por favor!
Crossfit é o melhor desporto para a maioria de nós e queremos ficar nele a vida toda, façamos por isso então!
Obrigada e encontramos nos por aí 😊

Por; Carmo Mendes

Deixar uma resposta