5 Razões Porque os Crossfiters Sofrem de Dores nas Costas

As dores nas costas aparecem em qualquer atleta, seja atleta que compete, ou apenas alunos que praticam crossfit para melhorar a sua condição física. Alias as dores nas costas, como é óbvio aparecem em qualquer pessoa, mesmo que não pratique desporto. Mas quem pratica desporto, e neste caso crossfit tem mais propensão a ter dor nas costas.

Quem é que nunca sentiu dores nas costas depois de fazer deadlift pesado? Ou fazer clean com cargas elevadas? Estas dores têm uma razão de ser, por norma estes são os fatores principais para o aparecimento destas dores:

  • Fraca estabilidade no core
  • Músculos flexores da anca rígidos
  • Desequilíbrios e músculos tensos das costas

Esforço físico extremo e horas no escritório sentado ao computador, combinados com nenhum exercício de estabilidade do core e ancas, levam a má postura crônica, desequilíbrios musculares e rigidez. Treinar o corpo para este ser mais forte e funcional, é benefício e ajuda na melhoria destas dores. Mas mesmo treinando bem, estas dores não desaparecem, e quando isso acontece algo não está bem. Pode não estar a trabalhar o corpo da forma mais correta, ou seja, não está a trabalhar corretamente a técnica dos exercícios. A estabilidade do core e ancas. Os exercícios acessórios por norma ajudam a resolver este problema.

Causas comuns para as dores nas costas

1 – Treinar para ter um 6 pack em vez de trabalhar a estabilidade do core

Ter uns abdominais bonitos, não ajudará no treino se o core não for forte e funcional. Por norma, ter um core fraco é uma das principais causas das dores nas costas. Ter um core forte, e ter também os músculos inferiores das costas fortes, são essenciais para manter a estabilidade da coluna e da pélvis. Treinar a força no core, é essencial para todos os atletas, independentemente do nível de treino em que estão!

Se os músculos das costas ficarem muito doridos, assegure-se que descansa o tempo suficiente (e bem) entre treinos. Por norma os atletas de Crossfit quando sentem estas dores, antes dos wods com levantamentos pesados, utilizam um cinto de proteção para as costas. Estes acessórios, por norma ajudam a minimizar os “estragos” para as costas.

2 – Músculos flexores da anca – a raiz oculta das dores nas costas

Ter uma vida profissional pouco ativa (estar horas sentado no escritório), e ir para box fazer treinos e wods com cargas pesadas, pode enrijecer os músculos flexores da anca, até ao ponto de ter dores nas costas regularmente. A culpa é do iliopsoas, o músculo flexor da anca, que é composto por dois músculos: o psoas, músculo longo e profundo que vai da coluna até o fêmur, e ilíaco, um músculo liso que vai da anca até a coxa.

Flexores da anca mais apertados, e amplitude de extensão limitada de movimento nessa área, podem levar a uma dor lombar dolorosa. Fazer isometria (ficar parado) em lunge por 45 segundos, ajuda no fortalecimento destes músculos, faça três sets para cada perna. Trabalhar os isquiotibiais e os glúteos, mantendo as costas retas e não curvadas (“tipo gato”). Também ajuda bastante.

3 – Músculos tensos nas costas

Levantar cargas para as quais o seu corpo está pouco habituado a suportar, acompanhado de uma má técnica nos exercícios, pode levar a ter dores fortes nas costas. A tensão lombar é uma lesão na parte inferior das costas. Os músculos que estabilizam a coluna, podem ser alongados demais, o que causa pequenas lágrimas no tecido. Consequentemente, eles ficam mais fracos, não suportam a coluna corretamente, e a tornam menos estável e dolorosa.

Os sintomas diferem da dor repentina, espasmos, dor severa, rigidez e dor.  Um cinto de suporte para trás pode ajudar a aliviar a pressão, estabilização, mantendo as costas quentes e aliviar a dor. Em qualquer caso, procure tratamento médico para diagnóstico adicional.

4 – Dor ciática irradiando pela perna

Se a dor se estender da parte inferior das costas, até a nádega e até à perna (geralmente apenas de um lado), pode ser o caso da dor ciática. Os sintomas incluem a dor originada no nervo ciático (que vai da parte inferior das costas até a parte de trás das pernas), e é causada pela pressão ou irritação, que é colocada naquele nervo. Outros sintomas incluem a sensação de ardor, dormência e fraqueza, ou formigueiro na área acima mencionada. Causas que podem levar a esta dor são:

  • piriforme curto e apertado
  • estenose espinhal (estreitamento do canal vertebral), vértebras escorregadas ou hérnia discal

5 – Hérnia discal ou lombar

O motivo da dor ciática pode ser uma hérnia discal. Discos da coluna vertebral saudáveis agem como absorvedores de choque entre as vértebras, e permitem o movimento da coluna, mantendo-a flexível. Colocar muita pressão sobre eles através de esforços físicos extremos, levantamento intenso, ou agachamento sem ter um bom controle sobre o movimento, pode danificar esses discos. Eles podem se amontoar ou quebrar.

O que causa a dor é o disco escorregadio ou rompido, pressionando o nervo que leva a dor intensa e excruciante, dormência, fraqueza, até perda de equilíbrio e controle da bexiga. Em qualquer caso, deve procurar tratamento médico imediatamente.

Não seja imprudente e procure aconselhamento especializado, quando tiver dores fortes nas costas. Faça um correto diagnóstico consultando um médico, só desta forma é que o seu coach poderá saber o que você tem. Para lhe adaptar o treino e não ter surpresas maiores.

Fonte fotos: Boxrox

ARTIGO PATROCINADO POR XCORE NUTRITION
CLIQUE NO SEGUINTE LINK: prozis.com/1sMq
E UTILIZE O CUPÃO: PLANETAC
PARA OBTER 10% DE DESCONTO EM TODOS OS PRODUTOS DO SITE DA PROZIS

VEJA TAMBÉM
loading...

Deixar uma resposta