20 Maus Hábitos a Quebrar para se Tornar um Melhor Crossfitter

Os maus hábitos por vezes são a ponte inultrapassável para melhorar a performance como atleta. Esses maus hábitos na maioria das vezes são inconscientes e as pessoas que os têm nem têm a perceção que os cometem. Por isso mesmo vou-lhe deixar ficar alguns desses maus hábitos para você identificar e ver se comete alguns.

Contar-reps-wall-balls

20 Maus hábitos que os Crossfitters cometem

1 – Focar-se demasiado nos outros

Focar-se demasiado nos outros pode afetar o seu rendimento de muitas maneiras, por exemplo não adianta ficar chateado quando outro colega seu faz bem um movimento que você não consegue executar bem. Todos nós temos fraquezas e pontos fortes. Não se preocupe com o que os outros acham de si, terminou o wod em último e com um score bastante pior que os outros? Qual é o problema, isso já me aconteceu várias vezes e não foi por isso que fiquei preocupado com o que os outros pensam, cada um faz o melhor que consegue e ponto final! O importante é pensar que deu tudo de si no wod, foque-se sempre primeiro em si.

2 – Pensar que a alimentação não tem impacto na performance

Se pensa que a alimentação não tem impacto na performance engana-se redondamente, TEM E MUITO. Não adianta ir todos os dias à box e treinar que nem um louco se não alimenta o organismo com deve ser. Pode ler um artigo sobre nutrição já escrito aqui no blogue.

3 – Falar demais “trash talk” pode se tornar um problema

Como é óbvio para a box ter um bom ambiente é necessário que se fale e tenha um espiríto de camaradagem e entre ajuda entre todos, isso é uma das coisas fundamentais e que distingue o crossfit. Mas estar a divagar e a falar enquanto o coach explica a técnica e o que pretende da aula, ou distrair os colegas com conversa enquanto estes estão concentrados na aula é muito mau! Não se distraia nem distraia os outros.

4 – Estar ao telefone durante a aula

É inegável que hoje em dia a tecnologia faz parte da nossa vida e praticamente todos nós já não sabemos viver sem ela, e então as redes sociais tornaram-se a forma de comunicação mais efetiva que existe atualmente. Se por um lado é bom estarmos ativos na comunicação com os outros, por outro lado muitas pessoas tornam-se de tal forma dependentes das redes sociais que se torna uma distração mesmo nas aulas. Mesmo que não peguem no telemóvel durante a aula estão a “ressacar” a rede social e não se concentram nas aulas. Deixe o telemóvel no saco por uma hora, não vai morrer por causa disso.

5 – Fazer um mau aquecimento

Um bom aquecimento é fundamental para fazer com que o “motor aqueça” e fique bem quente para as exigências da aula e do wod. Se não levar o aquecimento a sério corre o risco dos restantes exercícios não lhe correrem da melhor forma, pense duas vezes e não faça o aquecimento a meio gás só porque se vai cansar para o resto da aula.

crosfitt-warm-up

6 – Não ter objetivos

Estabeleça objetivos concretos para a sua aula, quando vir o wod no quadro se for de time cap estabeleça na sua mente o tempo a realizar (um tempo que seja realista e desafiante de acordo com as sua capacidades). Se for um AMRAP estabeleça um número mínimo de rondas que acha que vai conseguir e tentar igualar ou superar. Ter sempre um objetivo em mente ajuda a superar a dificuldade do cansaço quando este apertar.

7 – Fazer os wods com scaling desnecessariamente

Ok como em qualquer desporto é sempre necessário começar pelo básico para se evoluir, quando somos bebés primeiro aprendemos a andar só depois a correr. O princípio é o mesmo quer no Crossfit quer em outro desporto qualquer, não há mal nenhum em fazer os wods com a opção scaled, aliás até é recomendado para os iniciantes para aprimorar a técnica e compreender melhor a mecânica dos movimentos. Mas há medida que as semanas e meses vão passando a opção scaled deixa de fazer sentido para muita gente, comece a se desafiar e tentar fazer os wods sem essa opção, a evolução passa também por ter aqueles “cliques” mentais do querer fazer!

8 – Confiar demais nos acessórios

Usar acessórios tais como cintos de halterofilismo, mangas, joelheiras, sapatilhas de weightlifting, entre outros é bom para wods com cargas pesadas. Mas se os usar sempre em cada aula que faz pode se tornar demasiado dependente deles e pode mesmo travar o seu progresso como atleta. O que é demais é sempre exagero.

9 – Não socializar com os restantes colegas de treino

Este ponto tem a ver um pouco com o ponto 3 do artigo, falar demais não estar atento e interromper a aula é uma coisa, socializar com os colegas da box é outra completamente diferente. Uma das coisas que caracteriza as boxs, a comunidade Crossfit e que diferencia dos ginásios convencionais, é o espírito de companheirismo que existe entre todos. É mais fácil apoiar um colega de treino que socializa que se integra bem no espírito do Crossfit, do que apoiar alguém que entra na box mudo e sai calado. Socializar é ótimo até para começar a perceber com os colegas as dificuldades que eles têm e você  para se ajudarem mutuamente.

linguagem-corporal

10 – Não ouvir o coach

Para mim este é provavelmente o ponto mais importante deste artigo, ouvir o coach é a parte mais fundamental da aula. Os coachs são profissionais qualificados e experientes que estão lá para o guiar e ensinar em todos os movimentos de uma forma segura. Ouvi-los é fundamental para ter sucesso na modalidade. Não os ouvir mesmo que não seja intensionalmente pode ser muito grave, pode mesmo leva-lo a contrair lesões desnecessárias. Mais uma vez este ponto está relacionado com o ponto 3 deste artigo!

11 – Não treinar a mobilidade

A falta de mobilidade é uma daquelas coisas que o vai impedir de melhorar de uma forma significativa o rendimento, quer seja atleta que compete ou atleta que apenas quer melhorar os seus níveis de capacidade física. Já tenho escrito aqui no blogue alguns artigos sobre a importância da mobilidade para os crossfitters, nomeadamente dos tornozelos e ancas. Dispense uns minutos por dia a trabalhar a mobilidade antes ou depois das aulas, ou mesmo antes e depois! Vai ver que não se vai arrepender.

12 – Levar os problemas pessoais para a box

Mesmo que leve uma vida tranquila e descontraída, todos nós por vezes nos deparamos em algum ponto da nossa vida com problemas pessoais. Quando entrar dentro da box tente deixar os problemas pessoais há porta, desta forma a aula corre melhor e pode se concentrar em fazer as coisas bem. Uma mente sã só traz benefícios em todos os aspetos.

13 – Ter medo de falhar

Provavelmente isto já aconteceu com todos nós ao tentar um PR, ou fazer um exercício em que está menos confiante. Você sabe qual é o sentimento com certeza ao aproximar da barra pesada, o medo das lesões começa a pairar no ar…Em vez de ter medo pense que todos os atletas já passaram e passam pelo mesmo, a diferença entre levantar carga pesada e conseguir o PR ou não é a autoconfiança. Um atleta confiante nas suas capacidades encara a barra com confiança e sem medo de falhar, mesmo que não consiga as reps pelo menos tentou com confiança que ia conseguir. A força mental é super importante nestes casos!

14 – Apontar e ter noção dos seus scores

Ter sempre em mente e saber os scores é fundamental para quando o coach pedir reps com 70 ou 80% do seu PR. Ou mesmo para saber se vai precisar de fazer o wod com a opção de scaled ou não. Saber em que ponto está a sua evolução é fundamental para trabalhar as sua fraquezas, só tendo noção dos números o poderá fazer.

15 – Falta de paciência

Já diz o ditado que Roma não foi feita num dia, se consegui fazer butterfly pull-ups rapidamente não pense que na semana seguinte vai logo conseguir fazer bar muscle up. Tentar apressar o progresso só porque os seus companheiros já estão mais evoluídos é meio caminho para o insucesso e para as lesões. Não seja ganancioso, tenha paciência em conseguir as coisas.

16 – Não descansar o suficiente

Já é sabido que é preciso treinar bem para se conseguir evoluir, mas é preciso evitar o overtraining. Andar-se a arrastar pela box com o cansaço e não conseguir treinar porque está muito cansado é a pior coisa que pode fazer. O seu corpo avisa quando é o suficiente e precisa de parar para descansar, o que é ótimo para reduzir os efeitos da dor muscular tardia e fazer um reset ao cérebro. Descansar também é ótimo!

Crossfit-Mistakes

17 – Não trabalhar todas as capacidades

Já é sabido que o Crossfit envolve algumas habilidades físicas variadas, tais como os levantamentos olímpicos, ou movimentos de ginástica, ou corrida. O pior que os Crossfitters fazem é só trabalharem aquilo que mais gostam que por norma é o trabalho com barras e pesos. Isto como é óbvio vai ter consequências quando lhe aparecer um wod com movimentos que treinam menos. A performance por razões óbvias não vai ser lá grande coisa. Treinar a variedade é fundamental e não só aquilo que se gosta mais.

18 – Não ter uma boa noite de sono

Este ponto está por razões óbvias interligado com o ponto 16, ter uma boa noite de sono é fundamental para a regeneração muscular e celular do organismo. O Crossfit é bastante agressivo para o nosso corpo, logo este precisa de algumas boas horas para se regenerar quer do treino quer do seu dia-a-dia que na sociedade atual é sempre bastante stressante (pelo menos para a maioria de nós). Não negligêncie este ponto que também é fundamental.

19 – Arranjar desculpas para não treinar

As desculpas são o melhor caminho para o insucesso, é verdade que hoje em dia por razões óbvias da sociedade em que vivemos por vezes não temos vontade de ir treinar é bem verdade. Mas não treinar porque não lhe apetece ou porque está a chover, é meio caminho andado para o insucesso. Ter razões fortes como doença ou outra qualquer para não ir à box está desculpado(a), agora porque não lhe apetece….enfim como o meu coach costuma dizer NO EXCUSES.

20 – Não dar 100% no treino

Uma das coisas que sempre aprendi e sempre me incutiram desde os tempos que pratiquei atletismo e agora no Crossfit, é que ou se treina para obter resultados ou não vale a pena. Entrar dentro da box só porque é fixe e pelo convívio, ir lá brincar um bocado (ponto 3 deste artigo) não vale a pena! Se quer fazer isso vá para um ginásio convencional. Tem que se levar as coisas a sério para se obter um PR num deadlift, fazer um muscle up, ou snatch pesado, penso que me fiz entender! É preciso treinar com uma garra e força de vontade como se não houvesse amanhã, é preciso manter uma ética de trabalho todos os dias que entra na box mesmo que o wod não lhe agrade.

Siga estes conselhos e quebre estes maus hábitos caso tenha alguns, conhece alguém que tenha alguns destes hábitos na sua box? Deixe a sua opinião nos comentários deste artigo.

Fonte: BoxLife Magazine

loading...

Deixar uma resposta