A marca CrossFit está a viver dias complicados, nas últimas horas não se tem falado em outra coisa. Patrocinadores, atletas, staff, boxes, cortaram laços com a marca em apenas alguns dias!

Mas vamos começar por contextualizar a situação, onde e como tudo teve início. Tudo começou no passado dia 6 de Junho com uma resposta de Greg Glassmam a um email que se tornou publico, a resposta foi para a dona (Alyssa Royse) de uma box afiliada há já 9 anos a Rocket CrossFit em Seattle (agora Rocket Community Fitness). Incluía as frases “Eu sinceramente acredito que a quarentena afetou negativamente sua saúde mental” e “Tenho vergonha de você” escreveu Glassman.

Como é óbvio, a resposta dada a esta defensora da metodologia do CrossFit, levou logo a atletas de topo e marcas ligadas ao CrossFit, a tomarem uma posição contra a marca. Para piorar ainda mais a situação, horas depois Greg Glassman respondeu a um tweet do Institute for Health Metrics and Evaluation que dizia o seguinte “O racismo é um problema de saúde pública” Glassman respondeu “É o FLOYD-19”.

Um dia depois de ter feito o comentário no Twitter, Glassman tentou se desculpar:

 

“Eu cometi um erro com as palavras que escolhi ontem.

O meu coração está profundamente triste pela dor que causou. Foi um erro, não racista, mas um erro.”

A discussão continua: “Floyd é um herói na comunidade negra e não apenas uma vítima. Eu deveria ter sido sensível a isso e não era. Me desculpem por isso.”

“Eu estava tentando manter o @IHME_UW por seus modelos invalidados, resultando em bloqueios desnecessários, destrutivos da economia e destrutivos da vida, e quando vi que eles anunciavam a modelagem de uma solução para a nossa crise racial, fiquei incrédulo, irritado e excessivamente emocional. Envolver o nome de George Floyd nesse esforço foi errado. “

Gravação de chamada ZOOM tornada publica “Não estamos de luto por George Floyd”

À medida que a reação dos comentários de Glassman aumentava, detalhes de uma chamada de Zoom que ele realizou com proprietários de afiliados e executivos do CrossFit no sábado, começaram a surgir.

Na teleconferência, Glassman foi convidado a falar sobre a posição da CrossFit sobre as atuais tensões raciais nos EUA e sobre o silêncio da CrossFit Inc. no movimento Black Lives Matter.

Uma gravação que foi tornada publica podia-se ouvir a posição de Glassman: “Não estamos de luto por George Floyd – acho que nem eu nem minha equipe está”.

Estes três eventos separados por apenas 32 horas, levaram à tempestade que a CrossFit vive neste momento. Alguns atletas qualificados para os Games, já renunciaram à presença no evento. Empresas como Reebok, Rogue e ROMWOD suspenderam negociações de parceria e patrocínio com a CrossFit, funcionários de longa data renunciaram aos cargos, e muitas boxes espalhadas pelo globo já deixaram de ser afiliadas.

Dave Castro sucede a Greg Glassman como CEO da CrossFit

Como é óbvio, a CrossFit tinha que fazer alguma coisa para tentar travar a tempestade, que em apenas 32 horas se instalou sobre a marca. A medida mais rápida foi substituir o CEO, que agora é o Dave Castro. Apesar das desculpas de Glassman alguma coisa tinha que ser feita.

“No sábado, criei uma fenda na comunidade CrossFit e magoei sem querer muitos dos seus membros.”

Ele acrescentou: “Não posso deixar o meu comportamento atrapalhar as missões do QG ou dos afiliados. Eles são importantes demais para comprometer.”

A sua declaração foi seguida por outra de Dave Castro, diretor dos CrossFit Games, co-diretor de treino e agora sucessor de Glassman à frente da empresa.

O novo CEO disse:

 “O nosso vínculo compartilhado reúne milhões de pessoas com opiniões, pontos de vista e experiências diferentes. O atrito é inevitável. Terrenos comuns, respeito mútuo e comunhão também devem ser inevitáveis. Sinto-me honrado em assumir o cargo de CEO da CrossFit, Inc. Espero fazer o certo pelos afiliados, treinadores, atletas e outros membros da comunidade CrossFit em todo o mundo, e nunca perder de vista a missão que Greg estabeleceu para todos nós. ”

Rich Froning pode ser o sucessor de Dave Castro como diretor dos CrossFit Games

 

Dave Castro, anunciou que depois deste ano não irá mais ser o diretor dos CrossFit Games. Também deu a entender que os CrossFit Games de 2021 poderão ser programados e dirigidos, pelo quatro vezes campeão individual e por equipas Rich Froning. Ainda não há declarações do Rich Froning sobre este assunto. Será mesmo uma nova era na marca CrossFit, será que realmente vai mudar ou vai continuar tudo na mesma? A ver vamos…

Fonte: BoxRox

Leave a Reply