“Sacrifiquei” a garagem de minha casa para poder ter uma pequena Box

Sou Oficial da PSP, Coach no CrossFit OPO (Porto), e atleta de CrossFit.

A minha paixão pelo desporto começou tarde, tinha eu já 19 anos. Até então, pese embora algumas experiências pouco relevantes em alguns desportos (natação, karaté, futebol, etc.), era uma criança que, embora activa, nunca se empenhou e dedicou verdadeiramente ao desporto.

Como o meu objectivo era o de ser Polícia, o desporto teve forçosamente de se tornar parte da minha vida, pois a necessidade de passar as provas físicas de admissão a isso me obrigou. Desde essa altura, e tendo conseguido entrar para a PSP, o desporto rapidamente transformou a minha vida e tornou-se uma paixão. Mais do que isso, tornou-se uma necessidade para o meu bem-estar! Entretanto integrei equipas de Andebol, Futsal, Natação e pratiquei alguns desportos de combate. Em 2010, descobri o CrossFit, e desde então veio a tornar-se o meu desporto de eleição. Veio a revelar-se ainda mais do que isso. Tornou-se uma forma de estar e de encarar a vida e o dia-a-dia.

A primeira vez que ouvi falar em CrossFit foi no final do verão de 2010. Na altura treinava num grande ginásio convencional no Porto, e estava bastante saturado dos métodos tradicionais de treino em ginásio, que não me faziam evoluir mais nem aprender nada de novo. O CrossFit surgiu como uma verdadeira lufada de ar fresco. Lembro-me que o primeiro WOD que fiz foi o Dirty Dozen e, apesar de eu na altura achar que estava em forma, fiquei de rastos no final!

A partir daí o fascínio e a vontade de querer saber mais foi crescendo exponencialmente, e no início de 2011 concluí o CrossFit Level 1 Trainer Course. No final desse ano, e como as condições para treinar num ginásio convencional não são as indicadas para a modalidade (nesta altura ainda não havia nenhum local para treinar CrossFit no Porto), “sacrifiquei” a garagem de minha casa para poder ter uma pequena Box totalmente equipada onde treinar convenientemente. A partir dessa altura, a evolução foi fantástica!

 

No final de 2012 (o CrossFit já ia dando alguns passos em Portugal) desafiei o meu melhor amigo Luís Miguel Ferreira, Personal Trainer e Coach de CrossFit, para me fazer a programação para que eu conseguisse evoluir ainda mais. Ele aceitou o desafio e usando a experiência de ter já participado no Open dos CrossFit Games de 2012, participei no Open de 2013 e notei evoluções tremendas, tendo ficado em 1.º lugar entre os atletas portugueses em prova. Nessa mesma altura desafiei-me a participar no 1.º CrossFit Campeonato Nacional, tendo ficado em 3.º lugar na final, em Junho de 2013. A partir dessa altura, a vontade de evoluir e de participar nas melhores provas nacionais e internacionais de CrossFit ficou, e nunca mais deixei de competir

Desde então, no espaço de 5 anos participei num total de 26 finais de provas nacionais e internacionais de CrossFit, nas categorias de Elite, Duplas, Equipa e Master 35+. Dessas, por 18 vezes subi ao pódio, com destaque para 7 primeiros lugares (Manz Cross Games 2013 e Promofit Games V 2014 na categoria Elite; Promofit Games VII 2015, Face 2 Face Games 2016 e Community Summer Games 2016 na categoria de Equipa; Manz Cross Games 2017 e Manz Cross Games 2018 na categoria de Master 35+). Destacar ainda o 2.º lugar no European Showdown 2018, em Paris – França, na categoria Master 35+.

No início de 2013 foi a vez do Luís Miguel Ferreira me desafiar a mim para pertencer a um projecto que ele vinha já a desenvolver há algum tempo: a primeira Box de CrossFit Afiliada da cidade do Porto. Aceitei o desafio e hoje faço parte do projecto CrossFit OPO, que foi inaugurado no final de Agosto de 2013 e está a ser um sucesso. Os resultados dos nossos atletas, tanto os que apenas pretendem melhorar a sua condição física como os que pretendem competir nesta modalidade são o reflexo do trabalho que desenvolvemos.

Tudo o que consegui no CrossFit não o devo somente a mim, muito pelo contrário. Tenho a grande felicidade de ter uma grande rede de apoio. De outra forma não me conseguia dedicar ao CrossFit da forma como o faço.

A minha esposa Rita, o meu filho Lourenço, a minha Mãe e a minha Irmã, o meu Pai e o meu Irmão. Quando a tua paixão pela modalidade é tão absorvente, são as pessoas mais próximas que são mais sacrificadas, principalmente pelo tempo que deixas de lhes dedicar. Estas são as pessoas que mais sofrem com isso mas que, ao mesmo tempo, mais me apoiam e incentivam a perseguir os meus objetivos. E isso não tem preço. Sem estas pessoas era impossível fazer o que faço, e alcançar o que já alcancei. Tento sempre “pagar-lhes” de volta tudo o que me dão, dando o melhor de mim em cada competição que participo. Ainda assim, sei que nunca será suficiente para lhes retribuir toda a dedicação e carinho. Aqui lhes deixo a minha homenagem e o meu sentido agradecimento.

Tenho também a enorme felicidade de poder dizer que fiz grandes amigos dentro da comunidade, em especial entre os primeiros em Portugal que começaram a competir nesta modalidade. Crescemos juntos para esta paixão e acho que isso foi determinante em fazer com que criássemos laços muito fortes, que sei que se manterão para sempre. Eles sabem bem quem são e o quão importantes são para mim.

Devo também referir que, tendo tido a felicidade de visitar mais de duas dezenas de Boxs a nível nacional, em todas fui extremamente bem recebido, tanto pelos Coachs como pelos atletas. Obrigado a todos por isso.

Para terminar, permitam-me deixar aqui algumas palavras para quem está a começar agora no CrossFit (ou está a pensar em começar).

Decorem bem estas palavras, pois são fundamentais para a vossa jornada: técnica, consistência e só depois intensidade. Este é o mantra que seguimos religiosamente no CrossFit OPO e que aplicamos implacavelmente com os nossos atletas.

Muitos sabem que este é o caminho a seguir, mas depois a sede de competir, subir cargas e fazer melhores tempos leva a que este caminho seja negligenciado. Não é fácil “obrigar” um atleta a fazer um WOD com um PVC enquanto outros ao lado fazem ao mesmo tempo com 60kg, mas é isso que vai garantir que daqui a uns meses esse mesmo atleta estará a usar essas mesmas cargas em segurança e sem lesões.

Por isso, se querem começar a praticar CrossFit, procurem uma Box Afiliada, e confiem na programação e no que o vosso Coach vos transmite. Sejam humildes e sigam as instruções que vos dão. E certifiquem-se que começam sempre por procurar aprender a fazer tudo de forma tecnicamente perfeita. Esse é o caminho para a evolução.

Treinem bem e alimentem-se melhor, pela vossa saúde. A semana tem 168 horas e vocês só precisam de 3 a 5 dessas horas para fazerem uma diferença significativa na vossa qualidade de vida, presente e futura. Lembrem-se sempre que quem não tem tempo para a saúde hoje terá de lidar com a doença amanhã. E se nunca treinaram na vida e isso vos assusta, lembrem-se também que daqui a um ano vão desejar ter começado um ano antes. Comecem hoje mesmo!

Façam boas escolhas a nível alimentar e descansem bem. Estes simples conselhos podem garantir que ganham anos de vida, e anos com qualidade!

Bons treinos a todos!

Ricardo Pereira

VEJA TAMBÉM
loading...

Deixar uma resposta