Crónicas: To be or not to be a Crossfitter

Olá a todos,

Todos nós pensamos um pouco nesta frase quando nos dedicamos a esta coisa feia e má que é o Crossfit.

Bom, no meu caso em particular, sendo eu um ex-atleta (velocista), só vos posso dizer que foi das melhores coisas que já pratiquei em toda a minha vida, além do atletismo, claro 😉

Vitor Vasconcelos

Este tipo de treinos fez-me recuar uns 15 anos, lembrando-me das saudades que tinha das dores musculares, da pliometria, do cansaço, da exaustão, do querer vomitar, da competição, das amizades e de muito mais….cada dia que passava era uma vitória, mas uma coisa era certa, no dia seguinte estávamos lá de cara lavada e com um sorriso de orelha-a-orelha a olhar para o treinador e a dizer:

“- Então o que temos para hoje??”

Treinar Crossfit, faz-nos perceber o que de melhor nós temos em termos físicos e psicológicos, bem diz o povo: “Atenção que isto não é para todos” e com razão, até arrisco a dizer que o fator psicológico é o que mais prevalece nesta frase, pois sem espírito de sacrifício não vamos lá, desistimos, abandonamos ou simplesmente nos acomodamos com o facto de não conseguir fazer.

A minha casa de treino situa-se na Leonesa, The Factory – GymBox, local muito cosy e com pessoal à maneira. Aproveito para felicitar a Tatiana Coelho e a Carla Santos pelo projecto abraçado, bem como todo o staff.

Após este testemunho, apenas vos posso desejar a continuação de bons treinos, sempre acompanhados com excelentes profissionais e sejam vós próprios, pois o que interessa nesta modalidade é o que conseguimos fazer e não o que os outros fazem.

Be a crossfitter.

Por: Vítor Vasconcelos

loading...

Deixar uma resposta